Atualmente muitas doenças podem ser detectadas precocemente, pois com o aumento da qualidade da informação, dos avanços tecnológicos e da ciência médica, tornou-se possível prevenir e tratar doenças oftalmológicas que há pouco tempo eram consideradas incuráveis.

Para isso, o Hospital Banco de Olhos oferece o Centro de Consultas, serviço que proporciona consultas para pacientes particulares e de convênios, com estrutura de 14 consultórios e médicos das diversas subespecialidades da oftalmologia.

Etapas para verificar e acompanhar a saúde da visão:

Ao realizar uma consulta de rotina ao especialista, o indivíduo passa por uma série de etapas, realizadas rapidamente, para identificar possíveis problemas de visão. É nessa oportunidade que a qualidade de vida poderá ser preservada.

1º. Verificar a acuidade visual e medida refracional:
É o exame que possibilita a identificação de erros de refração da luz nos olhos, responsáveis pela miopia, hipermetropia ou astigmatismo, que impossibilitam uma visão perfeita sem óculos ou lentes de contato. A medida refracional é a medida do grau.

2º. Examinar a motilidade ocular:
Detecta o estrabismo, que ocasiona visão dupla, e/ou baixo desenvolvimento do olho desviado, dores de cabeça ou ainda a presença de doenças oculares, endócrinas ou cerebrais. A avaliação é realizada através do oclusor manual ou do reflexo luminoso corneal, solicitando que o paciente fixe o olhar num ponto.

3º. Observar o fundo do olho:
O procedimento pode identificar doenças sérias como tumores, descolamento de retina, retinopatia diabética, uveítes, entre outros problemas do organismo como hipertensão arterial, diabetes, leucemia, inflamações reumáticas, tuberculose, toxoplasmose e desequilíbrios da tiróide. A observação é feita com uma lente especial e com a pupila dilatada com a utilização de um colírio aplicado pelo oftalmologista.

4º. Medir a pressão intra-ocular:
É realizado um exame chamado tonometria que é capaz de detectar o glaucoma.

Para manter a saúde da visão, alguns cuidados importantes:

Raios Ultravioleta:
Os efeitos da radiação ultravioleta são cumulativos e oferecem risco do desenvolvimento de doenças oftalmológicas. É aconselhável o uso de óculos escuros com proteção adequada aos olhos contra a radiação ultravioleta (UVA e UVB) não apenas durante o verão, e sim durante todo o ano. Para as crianças, valem as mesmas regras dos adultos, o uso de óculos escuros de boa qualidade.

Automedicação:
O perigo desta prática para a visão é grande. Muitas vezes remédios não prescritos pelo oftalmologista causam novas doenças, mascaram os sintomas da real moléstia ou, ainda, não têm efeito nenhum, fazendo com que o incômodo e o mal estar do paciente persistam. Sem a devida indicação médica, a única coisa que se pode passar nos olhos é água limpa.

Computador:
O uso inadequado do computador pode provocar danos à saúde da visão. Uma longa exposição em frente à tela do computador pode ocasionar a fadiga visual que pode se manifestar com olhos irritados ou vermelhos, sensação de ressecamento ou cansaço, olhos lacrimejantes, coceira, sensibilidade à luz, dificuldade de conseguir foco, visão de cores alteradas, halos ao redor dos objetos, visão embaçada ou dupla, entre outras.

Maquiagem:
A qualidade dos produtos ajuda a evitar problemas com alergias. A data de validade deve ser observada, pois o crescimento de bactérias pode causar problemas oculares. Cuidar para não deixar que a maquiagem entre nos olhos, evitando o surgimento de infecções oculares.

Leitura à noite:
A má iluminação ou excesso de luz causam cansaço visual, portanto para quem lê ou estuda à noite é necessária uma boa iluminação. Considera-se que a lâmpada com potência de 60 watts esteja a uns 40 ou 50 centímetros acima da cabeça, e que em caso de utilização da escrita, a luz incida pelo lado contralateral à mão que escreve.

*As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional, e não substituem a consulta com o médico.

Voltar
Topo

Acesse o Portal Verzeri:

  • Hospital Banco de Olhos
  • Endereço
  • Rua Eng. Walter Boehl, 285
  • Vila Ipiranga - Porto Alegre - RS
  • CEP: 91360-090
  • Fone: (51) 3018 3100
  • Ouvidoria

Mídias Sociais

Indique a um amigo

Os campos marcados com asterisco * são obrigatórios.

Cadastre-se

Cadastre-se e receba o Informativo mensal do Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre e outras novidades.

Os campos marcados com asterisco * são obrigatórios.

Colégio Verzeri


Santo Ângelo - RS
CEP: 98801-570

CSCJ - São Borja


São Borja - RS
CEP: 97670-000

CSCJ - Ijuí


Ijuí - RS
CEP: 98700-000

Colégio Medianeira


Santiago - RS
CEP: 97700-000

Colégio Coração de Maria


Esteio - RS
CEP: 93280-261

Hospital Banco de Olhos


Porto Alegre - RS
CEP: 91360-090

Hospital São José


Giruá - RS
CEP: 98870-000

Hospital São Vicente


Centro - Três de Maio - RS
CEP: 98910-000

CFTV São Borja


São Borja - RS
CEP: 97670-000

CFTV Navegantes


Porto Alegre - RS
CEP: 91020-001

CFTV Esteio


Esteio - RS
CEP: 93280-460

Copyright © 2012 Hospital Banco de Olhos - Todos os direitos reservados.